Voce conheçe a Usina Hidrelétrica de Itaipu?

Itaipu, que em Tupi Guarani significa “a pedra que canta”, é a usina hidrelétrica que mais gera energia em todo o mundo. A usina possui 20 unidades geradoras, o que significa que, em condições de clima favoráveis (chuvas em níveis normais), a produção pode chegar a 100 bilhões de quilowatts-hora.

Utilizando o potencial do rio Paraná no trecho em que o rio passa pelo estado do Paraná, a Usina de Itaipu é uma empresa internacional, e não estatal como pode parecer. Segundo informações da própria empresa, 19,3% da energia consumida no Brasil e 87,3% da energia consumida pelo Paraguai são fornecidas pela Itaipu.

O projeto incluiu a construção do canal de desvio de 2,0 km de extensão, 150 m de largura e 90 m de profundidade, escavado em rocha, construção das barragens principal, lateral e de enrocamento, e estrutura para desvio, de concreto, com comprimento total de 1.234 m e altura máxima de 196 m.

Parte da escavação encomendada para a construção da hidrelétrica estava prevista pelos clientes como obra submersa, mas a Andrade Gutierrez desenvolveu técnicas capazes de desviar as águas do rio, com o auxílio de barragens, e deixá-lo a seco, para concretagem a céu aberto. Esta solução reduziu em 1/5 o custo da obra de abertura do canal em Itaipu.

Para efetivar um projeto da proporção da Usina Hidrelétrica de Itaipu foram necessários vários anos de discussões e negociações com o intuito de estabelecer uma equivalência quanto ao benefício comum para as duas nações, tais debates foram desenvolvidos no decorrer da década de 60.

No dia 22 de junho de 1966, os ministros de relações exteriores do Brasil (Juracy Magalhães) e Paraguai (Sapena Pastor) assinaram a “Ata do Iguaçu”, firmando uma parceria que visava analisar a viabilidade disposta no recurso hídrico pertencente às duas nações.

No ano de 1970, foi realizada uma licitação internacional para a escolha das empresas responsáveis pela elaboração preliminar do projeto, o vencedor foi um consórcio composto pela empresa IECO dos Estados Unidos e a ELC da Itália, a execução teve início no ano seguinte, 1971.

Dois anos mais tarde, no dia 26 de abril, foi assinado o Tratado de Itaipu que tinha como finalidade legalizar e oficializar a utilização do rio Paraná para a construção da usina.

GOSTOU? VOCÊ SABIA TEM MUITO MAIS…